Quando uma pessoa mente, é possível experienciar o chamado “efeito Pinóquio”, que consiste num aumento da temperatura em torno do nariz e no músculo orbital no canto interno do olho. Além disso, quando realizamos um considerável esforço mental a nossa temperatura do rosto diminui e quando temos um ataque de ansiedade essa temperatura aumenta.  Estas são algumas das conclusões retiradas de um estudo pioneiro realizado no Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de Granada, que introduziu novas aplicações de técnica de termografia.

A termografia é uma técnica assente na temperatura corporal aplicada em diversos campos, como indústria geral, indústria de construção e medicamentos. As câmeras termográficas possuem uma ampla gama de usos, como medir a perda de energia em edifícios, indicar doenças respiratórias em bovinos ou raiva em guaxinis. A termografia foi desenvolvida nos EUA durante a Segunda Guerra Mundial para detetar o inimigo (visão noturna).

O efeito verifica-se tanto em homens como mulheres

Os investigadores da Universidade de Granada, Emilio Gómez Milán e Elvira Salazar López, foram pioneiros na aplicação da termografia no campo da Psicologia e obtiveram resultados muito inovadores e interessantes. A excitação e o desejo sexual podem ser identificados em homens e mulheres usando termografia, pois induzem um aumento na temperatura do tórax e genital. Este estudo demonstra que – em termos fisiológicos – homens e mulheres ficam excitados ao mesmo tempo, mesmo que as mulheres digam que não estão excitadas ou apenas um pouco excitadas.

Os cientistas descobriram que quando um esforço mental é feito (executando tarefas difíceis, sendo interrogado em um evento específico ou mentir), as mudanças de temperatura do rosto são visíveis.

Quando mentimos sobre os nossos sentimentos, a temperatura ao redor do nariz tende a aumentar e um elemento cerebral chamado”insula” é ativado. A insula é um componente do sistema de recompensa do cérebro e apenas é ativado quando é-nos despertado sentimentos verdadeiros (chamados de “qualias”). A insula está envolvida na deteção e regulação da temperatura corporal. Portanto, existe uma forte correlação negativa entre a atividade da insula e o aumento da temperatura: quanto mais ativo a insula (quanto mais o sentimento), menor a alteração de temperatura e vice-versa, afirmam os investigadores.

Os investigadores também determinaram a pegada térmica do exercício aeróbico e diferentes modalidades de dança, com o balé. Quando uma pessoa dança flamenco, a temperatura nas suas nádegas diminui e aumento nos antebraços. Essa é a pegada térmica do flamenco e cada modalidade de dança possui uma pegada térmica específica, explica o professor Salazar.

Os investigadores demonstraram que as assimetrias de temperatura em ambos os lados do corpo e mudanças de temperatura locais estão associadas ao status físicos, mental e emocional do sujeito. O termograma é um marcados somático de estados subjetivos ou mentais que nos permite visualizar o que a pessoa sente ou pensa, afirma o professor Salazar.

Finalmente, a termografia é útil para avaliar as emoções (uma vez que o padrão térmico do rosto é diferente) e identificar o contágio emocional. Por exemplo, quando uma pessoa altamente empática vê outra pessoa a ter uma descargar elétrica no seu antebraço, eles ficam afetados pelo sofrimento e a temperatura no antebraço aumenta. Em pacientes com certas doenças neurológicas, como a esclerose múltipla, o corpo não regula adequadamente a temperatura, que pode ser detetada por um termograma. A termografia também pode ser aplicada para determinar padrões de gordura corporal, que é muito útil em programas de perda de peso e treino. Adicionalmente, pode ser aplicado para avaliar a temperatura corporal em pacientes celíacos e em pacientes com anorexia, etc..

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By