Os modelos de smartphone estão cada vez mais capazes de oferecer recursos variados nos seus diversos modelos, mas uma coisa continua a incomodar usuários de iPhones, Samsungs, Nokias, Motorolas, etc: a duração da bateria. É verdade que algumas duram mais que as outras, mas todas elas parecem durar pouco demais depois de certo tempo de uso do aparelho, que é cada vez mais essencial.

O problema, é que grande parte da responsabilidade pela durabilidade das baterias dos telefones pode ser culpa dos próprios usuários. Deixá-los conectados à tomada enquanto está a dormir ou deixá-lo descarregar completamente para poder voltar a colocar no carregador, por exemplo, são hábitos prejudiciais que muita gente reproduz na crença de que irá prolongar a vida das baterias.

Confira alguns erros que destroem o seu smartphone:

1. Usar qualquer carregador

Evite utilizar carregadores alternativos de fabricantes desconhecidos. Apesar de serem mais baratos, esses modelos não costumam incluir os mecanismos de segurança que protegem o aparelho de variações de energia e aquecimento. Uma falha de um adaptador pode acabar por provocar danos irreparáveis à bateria. Se o seu carregador não é de um modelo original, pode danificar a performance da bateria, como capacidade de reter carga ou sua vida útil. É claro que os problemas sósurgem se esse hábito for frequente, o que significa que pode contar com essas alternativas em situações de emergência.

2- Carregar o smartphone enquanto dorme

Mesmo que seja um hábito completamente comum, não deixe o seu telefone a carregar durante a noite toda. Essa prática pode provocar um carregamento em excesso que é prejudicial para a saúde da bateria e acontece porque, ao chegar à carga máxima, a bateria continua a receber energia, o que provoca uma sobre tensão.

3. Usar aplicativos que melhoram a vida da bateria

Evite utilizar aplicativos que prometem melhorar a qualidade de sua bateria. A maioria deles, na verdade, afeta as baterias de forma negativa por estar aconsumir energia do aparelho, mesmo quando a rodar apenas em segundo plano. Além de forçar a utilização da bateria, eles desligam outros aplicativos de forma agressiva e podem diminuir o desempenho dos mesmos ou forçar reaberturas, o que também consome mais bateria.

4. Optar por carregadores rápidos

Alguns modelos de “fast chargers” prometem recuperar a energia da sua bateria com mais velocidade que os carregadores comuns, mas utilizar esses modelos com frequência pode não ser positivo para a saúde de sua bateria. O processo envolve voltagens mais altas enviadas para as baterias, o que resulta em aumentos de temperaturas prejudiciais. Escolha carregadores de ciclos normais e comuns para fugir dos riscos.

5. Estar sempre a carregá-lo

Permita que a bateria do seu smartphone descarregue ao menos até abaixo de 20% antes de voltar a carregá-lo novamente. Recargas constantes e desnecessárias ajudam a diminuir a vida útil da bateria. Além disso, garanta que o carregamento alcançou pelo menos 80% de carga antes de removê-lo da tomada, sem se preocupar em alcançar a carga máxima.

6. Usá-lo enquanto está a carregar

Evite utilizar o seu smartphone enquanto está conectado em fontes de energia. Ao utilizar o dispositivo dessa forma, promove aumento de temperaturas que são terríveis para a bateria e ajudam a diminuir a vida útil do dispositivo.

7. Capas de proteção durante o carregamento

Se é recomendado utilizar capinhas de proteção para o uso diário do celular, na altura de conectá-lo à tomada, é recomendado que as capinhas sejam removidas. É natural que a bateria aqueça durante o processo de recarga e as proteções podem agir como barreira que impedem a dissipação do calor. Se possível, remova a capa e deixe o telefone a carregar com a tela para baixo, utilizando um pano ou flanela para proteger a tela..

8. Deixar a bateria acabar completamente

Se está com a bateria com carga baixa, é melhor conectá-la a um carregador antes mesmo dela chegar ao fim. Por mais que muita gente tenha a crença de que a bateria carrega melhor se tiver alcançado 0% de carga, a ideia não procede. Evitar que a bateria perca a sua carga mantém a atividade dos componentes químicos que garantem a energia e o seu funcionamento.

Fonte: Newsner

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By