A generalidade das pessoas consegue contar sem grande dificuldade, mas o nosso cérebro tem um limite quando a matemática entra em campo e, na verdade, nem conseguimos imaginar quantidades muito grandes. É por isso que não apenas não nos concebemos contando até 1 bilião como também não conseguimos, sem recorrer a cálculos matemáticos, afirmar quanto tempo uma pessoa levaria a realizar tal feito.

Vamos por partes e, para começar, imaginemos a contagem até 1 milhão. Contanto de um em um, em voz alta, uma pessoa passaria 23 dias para alcançar essa marca, de acordo com as investigações feitar por Karl Smallwood, do portal Today I Found Out.

Smallwood baseou-se num livro didático de David M. Schwartz, cujo objetivo é fazer-nos visualizar grandes números e, apesar de confiar nas suas fontes, ele chegou à conclusão de que esse valor ainda não é o correto, pois subestima significativamente o tempo real necessário para que uma pessoa complete essa tarefa.

Partimos, então, do tempo médio que cada número leva para ser pronunciado, e aí já temos um problema grande, afinal o leitor leva muito menos tempo para dizer “dois” do que para dizer “treze mil setecentos e noventa e quatro”. Ainda assim, Smallwood trabalhou com a velocidade média de dois segundos por número.

Para complicar, ele lembra-nos que, contando incansavelmente durante horas a fio, acabaríamos por ficar cansados, e a fadiga possivelmente nos faria diminuir a velocidade da contagem – então quanto tempo uma pessoa realmente levaria para contar até 1 milhão? Bem… A resposta, graças aos cálculos de Jeremy Harper, é de 89 dias!

A melhor parte desse cálculo não é o resultado, mas o método. Sabe como Harper conseguiu dar-nos essa resposta? Contando, ele mesmo, até 1 milhão entre o dia 18 de junho até o dia 14 de setembro de 2007 – a contagem foi transmitida ao vivo, para quem quisesse acompanhar.

Harper, que é engenheiro de software, aceitou fazer o desafio e, para dormir, comer e basicamente não morrer, ele não passou obviamente todo esse tempo a contar, mas a uma média 16 horas por dia, o que já é uma grande insanidade.

É possível que a contagem seja feita em menos tempo, é claro, mas Harper tinha noção de que o seu corpo e  mente precisavam de descansar. Além do mais, o engenheiro usou a experiência para fazer efetuar atos solidários e, durante o tempo de contagem, arrecadou US$ 12 mil, que foram encaminhados a uma instituição que ajuda deficientes físicos.

Harper foi reconhecido como a pessoa que mais contou em toda a História e foi parar ao Guinness Book devido a esse feito. Depois de todo esse tempo a dedicar-se a contar em velocidade considerada rápida, Harper disse que as câmeras que o monitoravam o tempo todo o ajudaram a manter-se lúcido. Na altura de dizer o tão esperado 1 milhão, Harper perdeu o controlo e, de acordo com ele, foi como se uma grande bolha se estourasse.

Em 89 dias, Harper ficou 1.424 horas em vigília, contando sem parar. Em relação aos cálculos de Schwartz, Harper foi 2,6 vezes mais lento, já que levou 5,13 milhões de segundos para cumprir a missão.

E agora que temos esses dados com atestado empírico, permanece a pergunta: e quanto tempo levaria para que uma pessoa conseguisse contar até 1 bilião? A conta, que fique claro, é apenas uma estimativa e, partindo dos valores obtidos com a experiência de Harper, que ficou 16 horas por dia na contagem, chegamos ao total avassalador de 5.126.400.000 segundos ou 1.424.000 horas.

Adicionando as 8 horas de descanso por dia, chegamos a absurdos 80 mil dias, o que dá nada menos que 244 anos – ou seja: quando alguém lhe disser que nada é impossível, você já sabe o que responder. Contar até 1 bilião é impossível.

Impossível imaginar

Se o leitor pensa em não fazer pausas, saiba que mesmo assim o seu tempo de vida na Terra não seria suficiente: sem as horas de descanso, precisaríamos de 59.333 dias, o que equivale a 163 anos.

Acha que o resultado é grande? Pois, então saiba que com a dimensão destes números é necessário mais tempo para os pronunciar – ou o leitor conseguia falar, digamos, quatrocentos e trinta e nove milhões setecentos e cinquenta e quatro mil e quinhentos e noventa e cinco assim tão rápido?

Na verdade, devido a este problema, a média, com uma grande margem de erro, sobe para 6,5 segundos. Aí, imaginando um cenário de 6 segundos por número, a conta vai para 1.666.667 horas, ou aproximadamente 285 anos. Ou seja: uma pessoa levaria entre 244 e 285 anos para terminar a contagem, se o fizesse durante 16 horas ao dia.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By