Esta parece ser uma questão sem sentido, mas por vezes são estas questões que nos fazem aprender mais sobre o mundo que nos rodeia. Se pensarmos bem, foram as questões mais inusitadas que vários génios foram respondendo em toda a história e através delas desvendaram inúmeros mistérios da natureza.

Neste artigo, vamos tentar responder a uma pergunta: o que aconteceria se todas as pessoas do mundo pulassem ao mesmo tempo?

Para realizar a experiência hipotética, reunimos todos os habitantes do planeta num único local: por exemplo, um território com mil quilómetros quadrados, algo do tamanho de Nova Iorque. É verdade, a população mundia (7,5 mil milhões) caberia aqui.


  • Suponhamos que a massa média de uma pessoa é de 60kg;
  • A população mundial é de 7 mil milhões de pessoas, aproximadamente. Assim, a massa total da humanidade seria de cerca de 450 milhões de toneladas.
  • A Terra tem massa de aproximadamente 6 sextiliões de toneladas, ou seja, 6,000,000,000,000,000,000,000,000 de toneladas.

A massa da humanidade corresponde a penas 0,000000000000001% da massa do planeta Terra, isto é, quase zero. Como pode ver, não fazemos muita diferença na escala total. O fisico Rhett Allain calculou que a energia produzida pelo salto coletivo não teria efeitos globais consideráveis. No entanto:

  • O efeito mais perceptível para todos nós seria o som dos biliões de pés a atingir o solo ao mesmo tempo. Esse ruído duraria alguns segundos;
  • E conseguiríamos movimentar o Planeta. Mas apenas 0,25 nanómetros. Corresponde a metade do diâmetro de um atómo de hidrogénio: o menor atómo na tabela períodica. Esse movimento seria totalmente imperceptível e a Terra imediatamente voltaria à sua posição normal.

Existe outra teoria associada a esta matéria, a do astrofísico Paul Sutter e do físico Boslough. Segunda a ideia, o efeito do salto de toda a humanidade seria muito mais perceptível:

  • Eles acreditam que o som da aterragem de toda a humanidade sobre o solo seria tão forte (200 db) que poderia romper os tímpanos, e até provocar a morte.
  • Haveria uma onda de choque que provocaria um terramoto de 4 a 8 graus na escala de Richter, o que levaria à destruição de construções e um tsunami.

Há na história um exemplo do efeito global provocado por um forte terramoto. Cientistas da NASA afirmaram que a órbita da Terra movimentou-se alguns centímetros, e o dia ficou uma fração de segundo mais curto após o terramoto de grandes proporções que atingiu o Japão em 2011.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By