Todos os anos, à medida que a Páscoa se aproxima, lojas ficam cheias de doces, ovos de chocolate, coelhos de todos os tipos, amêndoas de chocolate, entre várias outros produtos característicos desta época. Contudo, a generalidade das pessoas sabem que a Páscoa é muito mais do que uma festividade comercial sobre esconder ovos, colorir coelhos, etc.. A Páscoa é um feriado religioso muit importante para os cristãos, pois foi a cruxificação de Jesus Cristo e a sua ressurreição dias depois. É uma data de central importância da Igreja Cristã.

pàscoa

Ao contrário de outras datas festivas como o Natal, a Páscoa é celebrada ao longo dos anos sem quaquer interrupção desde os tempos do Novo Testamento. Segundo a Encyclopedia Britannica:

 “… os Cristãos ocidentais celebram a Páscoa no primeiro domingo depois da lua cheia (a lua pascal) que ocorre depois do equinócio da primavera a 21 de março. Se a lua pascal, que é calculada através de um sistema de número dourados e não coincide necessariamente com a lua cheia astronómica, ocorre num dominho, a Páscoa ocorre no domingo seguinte.”
Devido a estes cálculos, a Páscoa pode variar entre 22 de março e 25 de abril. Estas datas foram decretadas pelo Papa Gregório XIII em 1582 como parte do calendário gregoriano.
Nos temos do Novo Testamento, a Igreja Cristã celebrava a Páscoa quando os judeus celebravam o “Pessach” ou também conhecida “Festa da Libertação” – corresponde à Páscoa judaica”.  A meados do segundo século, a Páscoa era celebrada no dmingo depois do “Pessach”. O Conselho de Niceia decididu em 325 A.D. que todas as igrejas deviam celebrar todos na mesma data e no mesmo domingo.
A Igreja Ortodoxa do Oriente celebrava a Páscoa até um mês depois, visto que os seus cálculos da data eram baseadas no calendário juliano, que está atualmente 13 dias atrasado ao calendário gregoriano. Em 1865 e 1963, a Páscoa entre as igrejas do oriente e ocidente coincidiram.
Neste artigo, vamos tentar explicar a importância do feriado da Páscoa.

Época da Quaresma

Terça-Feira

Se você é do ocidente e possui uma forte cultura cristã, é provável que já tenha ouvido falar da primeira terça-feira da quaresma. É aqui que tudo começa. Em inglês é conhecida como “Pancake Tuesday” ou “Shrove Tuesday”, isto porque eram comidas panquecas, originalmente, nesta terça-feira. A palavra em inglês “Shrove” é um trocadilho para a palavra “Shrive”, que significa “confessar os pecados”, algo feito em preparação para a quaresma.

Quarta- feita de cinzas

A quarta-feira das cinzas é um dia de jejum que recebe o seu nome da prática de aspersão de cinzas sobre aqueles envolvidos no jejum da Quaresma. Já alguma vez aconteceu pedir-lhe desculpas a dizer, “Deixe-me colocar as minhas cinzas num saco…”? Foi assim que o provérbio surgiu. Aqueles que desejavam receber o sacramento da penitência eram conhecidos como “penitentes”. Estes utilizavam sacos e eram obrigados a permanecer separados da comunidade cristã até quinta-feira santa. Esta prática caiu em desuso durante os séculos VIII, IX e X, quando o ínicio da quaresma foi simbolizado através da colocação de cinzas nas cabeças de toda a congregação.

Hoje, alguns cristãos colocam uma cruz de cinza na testa. As cinzas são usualmente benzidas no ano anterior.

A child wears an ashen cross on her forehead at an interfaith Ash Wednesday service on February 9, 2005.

Quaresma

A expressão Quaresma é originária do latim, quadragesima dies (quadragésimo dia). O adjetivo referente a este período é dito quaresmal ou, mais raro, quadragesimal e nasceu na Idade Média. Quaresma significa 40 dias de jejum, no sentido de imitar o jejum de Jesus Cristo após o seu batismo. A quaresma começa quarta-feira de cinzas, 46 dias antes do domingo de Páscoa, quando acaba. (Por serem dias de celebração – em homenagem à Ressureição, os seis domingos que ocorrem durante o período da quaresma não contam como parte da observância dos 40 dias.)

Domingo de Ramos

O Domingo de Ramos é o sexto e último domingo da quaresma. Em muitas igrejas, é o inicio da Semana Santa, uma semana de observância que conduzem ao Domingo de Páscoa. O Domingo de Ramos ocorre uma semana antes da Páscoa e marca a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém quando os seus fiéis seguidores agitaram palmeiras para celebrar a sua chegada. Hoje, muitas pessoas utilizam as cinzas de folhas de palmeira utilizadas no Domingo de Ramos do ano anterior para marcar uma cruz na testa dos penitentes na Quarta-Feira de Cinzas. Em seguida, vamos analisar os subsequentes durante a Semana Santa e as férias da Páscoa em si.

Quinta-Feira Santa

É a quinta-feira que antecede a celebração da morte e ressurreição de Jesus. É o quinto dia da Semana Santa no cristianismo ocidental e o sexto no cristianismo oriental.

É neste dia que se comemora a lavagem do pés e a Última Ceia de Jesus com os seus apóstolos segundo o relato dos evangelhos canônicos.

ultima ceia

A liturgia utilizada na noite da Quinta-feira Santa encerra a Quaresma e dá início ao chamado Tríduo Pascal, o período que comemora a paixão, morte e ressurreição de Cristo e inclui ainda a Sexta-feira Santa, o Sábado de Aleluia e termina no Domingo de Páscoa.

Sexta-feita Santa

A sexta-feira antes da Páscoa é a chamada Sexta-feira Santa, e é uma observação sombria da crucificação de Cristo na Cruz. Os cristãos acreditam que a morte de Jesus Cristo na cruz tornou possível o conhecimento da paz com Deus. Estes criam celebrar a sua paz em vez de observar a sexta-feira como uma dia de luto ou tristeza.

O nome também pode ser derivado do Dia de Deus, uma vez que nos dois primeiros séculos, a palavra “santa” só teria sido utilizada como uma descrição de Deus. Os saxões e dinamarqueses designam este dia de sexta-feira longa, e sexta-feira em dinamarquês é Langfreday.

Domingo de Páscoa

O Domingo de Páscoa celebra a ressureição de Jesus. Junto com o Natal, a Páscoa é considerado um dos dias mais antigos e mais alegres do calendário cristão. Serviços religiosos e outras celebrações da Páscoa variam em todas as regiões do mundo e até mesmode país para país. Nos Estados Unidos, muitos “serviços do nascer do solo” são realizados fora na manhã de Páscoa. Estes primeiros serviços são simbólicos do túmulo vazio que foi encontrado no início da manhã de domingo e da chegada de Jesus a Jerusalém antes do nascer do sol no domingo da sua ressureição:

“Não se assuste,” disse ele. “Tu procuras Jesus, o Nazareno, que foi cruficiado. Ele ressuscitou! Ele não está aqui. Procure no local onde o deitaram.” (Marcos 16:6, NVI).

É importante entender que a Páscoa não foi celebrada ou mencionada na Biblia. Pelo contrário, o período de três dias, desde a Sexta-Feira Santa até o Domingo de Páscoa, tornou-se um costume tradicional quando os cristãos acreditavam que a crucificação, sepultamento e ressurreição de Cristo ocorreram.

Leia também: Como é que o coelho se relaciona com a Páscoa?

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By