Um estudo realizado pela Universidade de Newcastle, no Reino Unido, afirma que os hackers conseguem descobrir a senha ou código PIN do seu smartphone pelo movimento que você realiza ao digitar. Os investigadores, após o estudo, tiveram uma taxa de sucesso de 70% em descobrir as combinações númericas.

De acordo com a investigação, é necessário recolher dados provenientes de sensores de movimento e orientação – especificamente do girioscópio.Maryam Mehrnezhad, um dos responsáveis pelo estudo, afirmou que este fenómeno ocorre devido a uma falha de segurança. “As aplicações móveis e sites não pedem permissão para aceder à maioria dos sensores, e isso permite que programas maliciosos captem esses dados dos sensores”, nota o investigador em entrevista à BBC.

A investigação conclui que hackers conseguem agir “de forma semelhante” ao uso do rato para analisar o que um utilizador faz no computador. Ou seja, os sensores do smartphone indicam se você esta a realizar movimentos de deslizar, pressionar, tocar, além da inclinaçao do aparelho.

O Dr. Maryam Mehrnezhad e o grupo responsável pela investigação alertaram as companhias de tecnologia sobre a falha, mas não comentaram quais, além de Google e Apple. A resposta foi que elas estão cientes do problema, mas não possuem uma solução para tal.

“Em alguns navegadores descobrimos que, se o usuário abrir uma página no smartphone ou tablet, e ela possui um desses códigos maliciosos, as pessoas por trás podem espiar todos os seus detalhes pessoais”, comentou Mehrnezhad. “Pior ainda, em alguns casos, ao menos que feche a página completamente, eles até podem espionar quando o seu smartphone está bloqueado”.

Os especialistas também comentaram que, normalmente, as pessoas se preocupam com a segurança da câmera e do GPS, que acabam por esquecer da presença dos sensores e que eles também podem ser hackeados. O estudo afirma que um aparelho padrão possui cerca de 25 sensores diferentes.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By