A idade não é relevante. Ou será que é? Investigadores estudam a forma como a idade afeta os comportamentos dos indivídos e algumas das descobertas podem ser surpeendentes. Aqui encontram-se alguns exemplos.

Melhor idade para casar

Não se quer nunca divorciar ou pelo menos que o seu casamento aguente os primeiros cinco anos de casamento? Então a melhor idade para fazê-lo é entre os 28 e 32 anos, segundo um estudo publicado pelo Instituto de Estudos Familiares. No passado, os sociólogos afirmaram que quanto mais esperavam para casar, mais provável era permanecer casado.

Este estudo revelou, no entanto, que é mais provável que os casais se divorciem  se casarem pela primeira vez aos 30-40 anos. Os investigadores teorizaram uma razão para explicar este fenómeno; a razão é que quando as pessoas casam mais tarde na vida muitas vezes são aquelas que não conseguiram que os relacionamento resultasse à primeira.

Melhor idade para ter crianças

Se perguntar a algum ocidental qual a melhor idade para começar a procriar, a maioria irá dizer 25 anos ou menos para mulheres, e 26 ou menos para os homens, segundo uma votação da Gallup. (A idade mais popular é de 25 para mulheres e 27 para os homens).

Mas, se estivermos a falar em termos biológicos,  a melhor idade para ter crianças é ao ínicio dos 20 anos ou a partir de 27 para mulheres. Estas são as idades em que os óvulos das mulheres estão mais saudáveis e férteis.

Melhor idade para fazer desporto

Um estudo revelou que a melhor performance para nadar, por exemplo, é aos 21 anos e 26 para outros desportos de campo (como futebol, por exemplo). Mas já para o xadrez, que requer menos energia física, o pico de idade será aos 31.4 anos de idade.

Idade da felicidade

Esta pode variar dependendo da forma como os investigadores analisam a informação. Comparando adultos em diferentes grupos de idade revelaram que as pessoas apreciaram os últimos anos correspondentes à adolescência e anos iniciais dos anos adultos. Mas, estudos longitudinais – quando cientistas estudaram o mesmo grupo ao longo do tempo -, revelaram que as pessoas mais felizes são aquelas que têm entre 60 e 69 anos. Outro estudo, que envolveu cerca de 28,000 pessoas, descobriu que a existe um aumento de 5% de felicidade a cada 10 anos de envelhecimento.

 

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By