Hoje descobri que os seres humanos possuem muito mais do que apenas cinco sentidos. Na verdade, existem pelo menos nove sentidos e a maior parte dos investigadores acreditam que esse número aumentar para vinte e um ou mais. A definição mais comum para “sentido” é “um qualquer sistema que seja composto por um grupo de células sensitivas capazes de responder a um fenómeno físico específico conectado a um grupo particular de regiões cerebrais onde os sinais são recebidos e interpretados”.

sentidos

Dito isto, os sentidos que os seres humanos possuem são os seguintes:

  • Visão: Este é tecnicamente dois sentidos, visto que existem dois tipos distintos de recetores presentes, um para as cores (cones) e outro para a luminosidade.
  • Paladar: Muitos argumentos vão no sentido de subdividi-lo em cinco subsentidos devido aos diferentes tipos de recetores (doce, salgado, amargo, etc.), mas em regra é apenas referido como um único sentido.
  • Tato: Descobriu-se que este é diferente da pressão, temperatura, dor, e outros recetores nervosos.
  • Termoperceção: Capacidade de sentir frio e calor. Também este é argumentado que é composto por mais de um sentido. Não apenas porque existe dois recetores de quente e frio, mas porque existe um diferente tipo de termoperceção, em termos de mecanismo de deteção, no cérebro. Estes são utilizados para monitorizar a temperatura corporal interna.
  • Audição: A capacidade de detetar vibrações sonoras num determinado meio, como o ar ou água, que está em contato com o ouvido.
  • Olfato: Outro sentido que resulta de reações químicas. Este sentido conjuga-se com o paladar para produzir sabores.
  • Propriocepção: Este sentido dá-lhe a capacidade de entender percecionar onde as suas partes do corpo estão, relativamente a outras partes corporais. Este sentido é particularmente utilizado pelos oficiais da polícia  quando lhe mandam parar o carro quando está a bêbado. O famoso teste “feche os olhos e toque no nariz” é para este sentido. Este sentido é utilizado, por exemplo quando está a coçar o pé sem olhar diretamente para ele.
  • Sensores de tensão: Estes encontram-se nos seus músculos e permitem ao cérebro monitorizar a tensão muscular.
  • Nocicepção: Por outras palavras, dor. Existem três recetores diferentes no corpo: cutâneo (pele), somático (ossos e articulações) e visceral (orgãos corporais).
  • Sede: Este sistema permite ao corpo monitorizar os níveis de hidratação e, portanto, manifesta-se quando está com sede.
  • Fome: Este sistema permite ao corpo detetar quando necessita de comida.
  • Magnetorecepção: É a capacidade de detetar campos magnéticos, o que é especialmente útil para o sentido de orientação. Ao contrário de muitas aves, os humanos não possuem uma magnetorecepção muito avançada, contudo várias experiências demonstraram que temos perceção do campo magnético. Acredita-se que existem depósitos de ferro nos nossos narizes.
  • Tempo: Este ainda é muito discutido, visto que ainda não foi encontrado nenhuma mecanismo específico que permita as pessoas percecionarem o tempo. Contudo, informação experimental demonstrou de forma conclusiva que os humanos possuem um sentido de tempo apurado, particularmente com somos jovens. O mecanismo que usamos parece ser amplamente distribuído por vários órgãos, envolvendo o cortex cerebral, o cerebelo e o gânglio basal. Este sistema é responsável pelo famoso ritmo circadiano.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By