1. Montanhas da Superstição

Com um nome como este é evidente que este local teria que estar nesta lista. As Montanhas da Superstição ficam localizadas no Arizona e, segundo a lenda, foi o local no qual um homem chamado Jacob Waltz encontrou uma mina de outro no século XIX. Acontece que Waltz  nunca partilhou a localização da mina com ninguém, levando esse segredo para o túmulo. Várias expedições já foram realizadas com o objetivo de encontrá-lo mas todas falharam.

Algumas pessoas acreditam que os espíritos dos que morreram a tentar encontrar a mina continuam a vaguear pelas montanhas, e os nativos norte-americanos afirmam que os tesouros do local são guardados por criaturas que habitam túneis e cavernas subterrâneas. Mas a melhor história é a dos apaches, que creem que a entrada para o inferno está aqui localizada.

2. Lago Angikuni

Se considera que o desaparecimento de aviões e embarcações é algo muito estranho, pense então num local no qual uma vila inteira desapareceu. Tudo aconteceu em 1930, quando um caçador que conhecia bem a região do Lago Angikuni, no Canadá, procurava um local para passar a noite, e descobriu que os habitantes de uma vila no qual era costume ele se hospedar haviam desaparecido, deixando tudo para trás (alimentos, roupas e armas).

O caçador também encontrou sete cães usados para guiar trenós e uma sepultura do cemitério local havia sido aberta e estava vazia. Ainda de acordo com o mito, algumas luzes misteriosas teriam sido avistadas sobre o vilarejo quando os habitantes desapareceram. O mistério sobre o que pode ter acontecido jamais foi desvendado, e as teorias comuns culpam fantasmas, extraterrestres e mesmo vampiros pelo desaparecimento dos habitantes.

3. Triângulo do Lago Michigan

Assim como o Triângulo das Bermudas, supostamente existe uma região no Lago Michigan na qual ocorreram desaparecimentos estranhos envolvendo pessoas, aeronaves e embarcações. Um dos mais famosos foi o caso do voo 2501 da Northwest Orient Airlines, que em 1950 desapareceu com 55 passageiros a bordo. O avião – um Douglas Dc-4 – partiu da Nova Iorque rumo para Minneapolis, mas, devido ao mau tempo, desviu a sua rota, passando sobre o lago.

Já perto da meio noite, o piloto Robert C. Lind solicitou permissão para diminuir a altitude de 3.500 para 2.500 pés, e sse foi o último contacto com a aeronave. Uma grande operação de salvamento foi montada, incluindo a utilização de um sonar. Apenas pequenos destroços, pedaços dos assentos e fragmentos de corpos humanos foram encontrados a boiar na superfície, e os mergulhadores jamais encontraram a fuselagem do avião.

4. Triângulo de Bennington

Que surpresa, mais um triângulo na nossa lista! Situado junto a Vermont, nos EUA, este local foi palco de pelo menos cinco desaparecimentos entre 1945 e 1950. O primeiro foi o de um homem chamado Middie Rivers, que liderava um grupo de caçadores. Quando todos voltavam para o acampamento, este distanciou-se um pouco dos companheiros e nunca mais foi encontrado.

Depois foi a vez de uma jovem chamada Paula Welden, que desapareceu sem deixar rasto quando fazia uma caminhada próximo da zona. A vítima posterior foi o veterano de guerra James Tetford e, depois dele, um jovem de oito anos de idade chamado Paul Jepson. Nenhum rasto foi encontrado. O último desaparecimento envolveu uma mulher chamada Frieda Langer.

Frieda estava com uma prima quando escorregou para dentro de uma corrente de água e decidiu voltar para trocar as roupas molhadas. Então, adivinhe…Também desapareceu, mas, ao contrário das outras vítimas, o seu corpo foi encontrado cerca de 6 meses depois numa área que já havia sido minuciosamente vasculhada. No entanto, o cadáver estava de tal modo mutilado que a causa de morte não pôde ser determinada.

5. Anomalia do Atlântico Sul

Resultado de imagem para anomalia atlantico sul

Este lugar é mais curioso do que sinistro e, em vez de ser um local específico de um país, encontra-se sobre um área próxima à costa brasileira que se estende em direção ao atlântico. A Anomalia do Atlântico Sul é uma região na qual o cinturão de Van Allen – sistema de anéis de radição – tem a sua máxima aproximação com a superfície do planeta.

O interessante é que, graças à alta concentração de partículas que existe nesta zona, aviões, satélites e outros equipamentos costumam apresentar uma variedade de problemas quando a sobrevoam. É de tal modo um problema que os astronautas da Estação Espacial Internacional evitam sair ao espaço para efetuar reparações quando estão a passar sobre a Anomalia e, para além de problemas técnicos, vários astronautas afirmaram ter avistado luzes misteriosas e “estrelas cadentes” nesta região.

 

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By