Uma das bebidas mais tradicionais é conhecida também por causar um efeito indesejado em muitas pessoas: dores de cabeça. Ainda que muitos acreditem que apenas os vinhos de má qualidade causem as enxaquecas, a verdade é que não é bem assim: muitas vezes, as dores estão associadas a alguma substância presente no líquido.

Alimentos e bebidas fermentadas, como é o caso do vinho e do queijo, têm, na sua composição, substâncias conhecidas como histaminas, que provocam sintomas alérgicos. O vinho tinto é conhecido por ter níveis mais elevados dessa substância – além do mais, o consumo de álcool por si só já aumenta os níveis de histamina na corrente sanguínea.

Para evitar as dores de cabeça, o ideal é tomar um anti-histamínico mais ou menos uma hora antes de começar a beber – é preciso ter cuidado, no entanto, com outras reações eventuais do consumo de álcool com o medicamento. Além do mais, beber com moderação é fundamental para não ter problemas de saúde.

Outras substâncias

 

Outra substância presente em queijos e em vinho tinto é a tiramina, um aminoácido naturalmente produzido durante a fermentação. Essa substância altera a nossa pressão sanguínea e é conhecida também por causar enxaquecas. Para evitar esse problema, não consuma vinho com queijo ou com outros produtos que foram fermentados.

Já a prostaglandina é um componente presente no vinho e que também está relacionado com dores e inflamações. Para ultrapassar esse efeito indesejado, o ideal é tomar aspirina ou ibuprofeno antes de encher o copo de vinho. Isso, claro, é uma dica que deve ser colocada em prática com moderação, já que a administração desses medicamentos juntamente com o álcool causa problemas de fígado.

Existe mais

Os taninos e os fenólicos são componentes da casca da uva e que agem dilatando os vasos sanguíneos – o resultado? Dores de cabeça, é claro. A dica aqui é simplesmente evitar o consumo de vinho tinto e não beber quando estiver de cabeça quente, já que o stresse também atua como vasodilatador, o que é pior para as dores de cabeça. Procure por vinhos que sejam feitos com uvas de baixo teor de taninos, como a Pinot Noir.

Agora se a questão é lidar melhor com a ressaca, saiba que ela geralmente é causada por desidratação, então o ideal é consumir água enquanto bebe vinho para se manter hidratado, além, é claro, de dar preferência aos produtos com menos teor alcoólico e de sempre, sempre mesmo, beber com moderação.

Fonte HuffingtonPost

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By