Nos últimos dias, o Facebook apresentou uma das suas mais recentes ideias para interação por via da realidade virtual. A tecnologia utiliza modernos avatares capazes de sorrir e expressar outras emoções como raiva e surpresa. A apresentação aconteceu durante a Oculus Connect, conferência anual para programadores de aplicações e recursos de realidade virtual.

Mark Zuckerberg já havia deixado claro, em outras ocasiões que tem interesse em investir em realidade virtual para manter o sucesso do Facebook. A ideia é que a rede social se transforme num espaço em que as pessoas possam compartilhar textos, imagens e vídeos para compartilhar experiências como se estivessem a partilhar o mesmo espaço com os seus amigos.

Segundo uma publicação no blog do Facebook, a tecnologia de realidade virtual ainda não é capaz de reproduzir os movimentos precisos do corpo humano, mas alguns algoritmos permitem determinar as posições aproximadas do tronco e dos membros superiores a partir da face e das mãos.

Devido à tecnologia, o Facebook optou por apresentar avatares que não mostrem somente o rosto, mas também os braços, para dar uma melhor noção de linguagem corporal capaz de enriquecer a conexão e a comunicação entre os utilizadores.

1

No mundo real, está num meio social a conversar sobre qualquer tema e alguém tem dúvidas ou pensamentos sobre o assunto, pode expressar essas reações por via das expressões faciais ou movimentos. Isto pode ser um indício para alterar o tom da conversa, fazer uma pausa ou abrir espaço para interrogações, promovendo uma forma de comunicação mais completa e eficaz. Sem a realidade virtual, era necessário ser interrompido ativamente no meio de um raciocínio.

Todavia, com a tecnologia dos avatares de realidade virtual do Facebook, poderia expressar alguma reação por via do movimento dos braços ou expressões apresentadas pelo rosto da representação digital, por exemplo. Ainda que a tecnologia não seja perfeitamente precisa, é capaz de passar algumas mensagens claras ao interlocutor, sem ser necessário um comentário ou uma interrupção mais abrupta.

2

Para apresentar a tecnologia o Facebook desenvolveu alguns truques no programa. A captura dos movimentos dos lábios permite desenvolver a simulação da fala, fazendo com que as conversas pareçam mais naturais no ambiente virtual. O sistema também combina sinais de voz com a posição do rosto e das mãos para determinar alguns tipos de humor, como confusão, concentração ou alegria.

Os avatares de realidade virtual irão conseguir conectar-se com o Facebook Messenger para enriquecer a comunicação. Num vídeo, publicado pelo site TechCrunch, que simula os recursos da tecnologia, Mark Zuckerberg apresentou o visual que a tecnologia vai oferecer. O resultado ainda está longe da realidade mas já muito mais avançado do que as formas de tecnologia somemte por chat que conhecemos.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By