Quem utiliza algum smartphone já ouviu várias recomendações como “não deixes o teu aparelho a carregar a noite inteira”, “não uses o telefone enquanto estiver a carregar” ou “carrega a bateria apenas quando acabar”.

Mas, nos últimos anos, as baterias dos telefones evoluíram consideravelmente e algumas dessas dicas já estão obsoletos.

A maioria das baterias de smartphones, como os da Samsung ou da Apple, é de ion de lítio. Significa que carregam mais rápido, pesam menos e possuem uma vida mais longa.

Então, quais as recomendações que são verdadeiras e quais não passam de mitos?

1. É melhor esperar a bateria acabar para recarregar o telefone

Falso. Carregar o smartphone frequentemente não prejudica as baterias.

A Apple afirma: “Recarregue a sua bateria de íon de lítio a qualquer hora. Não há necessidade de utilizar 100% da bateria antes de carregá-la novamente”.

Há quase um consenso entre os especialistas em tecnologias que a carga ideal para uma bateria de íon de lítio varia entre 20% a 80% da sua capacidade. Segundo eles, mantê-la dentro desses parâmetros é ideal para aumentar a vida da bateria.

Por outras palavras: não é recomendado manter o seu telemóvel 100% carregado ou deixá-lo chegar a zero.

Os especialistas também sugerem desligar ou reiniciar o aparelho pelo menos uma vez por semana para maximizar o potencial da bateria.

2. É errado deixar o telefone a recarregar durante a noite toda

(Thinkstock)

Falso. Os smartphones de hoje são suficientemente inteligentes para saber quando a bateria é recarregada por completo e deve parar de carregar, enquanto o aparelho ainda estiver conectado à fonte de energia.

3. Carregadores “não oficiais” podem danificar a bateria

Os carregadores originais, da mesma marca do aparelho, são os mais adequados para recarregar o telefone.

Mas muitas vezes são caros e os utilizadores acabam por recorrer a alternativas.

Carregadores menos conhecidos e de marcas mais baratas também funcionam.

O problema, na verdade, está nos carregadores mais baratos, de fornecedores desconhecidos, que não foram projetados especificamente para o telefone do usuário.

Alguns nem sequer carregam os dispositivos de forma adequada ou demoram muito tempo para fazê-lo.

Portanto, a dica é sempre suspeitar de carregadores ilegítimos e extremamente baratos.

4. Não se pode utilizar o telefone enquanto ele estiver a recarregar

Em geral, não há nenhum problema em utilizar o telefone enquanto ele estiver a carregar.

Histórias assustadoras alimentam esse mito: em julho de 2013, a chinesa Ma Ailun, de 23 anos, foi eletrocutada ao responder a uma chamada no seu iPhone 5 enquanto o telefone estava a carregar.

Casos semelhantes foram amplamente divulgados pela imprensa internacional.

Na maioria dos acidentes, a culpa recaiu no uso de carregadores não originais e de má qualidade.

Se o usuário utilizar um carregador de qualidade, não deverá ter nenhum problema de segurança.

A Apple recomenda “deixar o telefone recarregar por pelo menos 10 minutos antes de utilizá-lo”, quando a bateria de um iPhone está praticamente vazia e ao recarregá-lo aparece uma tela preta. “Apenas assim pode usar o telefone enquanto ele estiver a recarregar”, afirma a empresa.

Por outro lado, usá-lo enquanto estiver a recarregar não tem nenhum efeito negativo sobre o processo.

5. O telefone carrega mais rápido no modo avião?

Sim, mas a diferença é muito pequena. Se colocar um telefone a carregar no modo de avião o processo será um pouco mais rápido do que o normal.

Isto porque o modo de voo desativa as opções de acesso à rede 3G e ao Wi-Fi, e assim o telefone utiliza menos bateria durante o carregamento.

(Thinkstock)

A desvantagem deste truque é que, enquanto o aparelho estiver no modo de avião, não pode receber ligações ou aceder à internet.

6. Recarregar o telefone no computador é mais demorado?

A velocidade com que um telefone é carregado depende da potência elétrica dos acessórios utilizados durante o processo.

No caso da Apple e dos iPhones, por exemplo, essa potência varia de acordo com as especificações técnicas dos cabos e carregadores.

A potência elétrica define a velocidade que a energia é transferida. Dessa forma, quanto mair for a potência, mais rápido a bateria será carregada.

Por exemplo, um carregador de iPhone tem 5 watts de potência enquanto que um cabo de USB ligado ao computador tem 2,5. Portanto, utilizar o carregador é 2,5 vezes mais rápido.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By