Nalgumas culturas, designadamente a japonesa, usar sapatos dentro de casa é algo fortemente desaprovado.

Não é apenas uma questão de tradição. Existe um forte motivo para tal, motivo apoiado por fortes evidências científicas: há cerca de 421 mil diferentes bactérias presentes nas solas dos sapato.

Investigadores da Universidade do Arizona, nos EUA, foram os responsáveis por esta tão desconcertante descoberta. Estes encontraram essas centenas de milhares de bactérias nas partes inferiores de 96% dos sapatos testados.

Entre as espécies vistas, estão a Klebsiella pneumonia (que causa infecções do trato urinário), Serratia ficaria (que causa infecção respiratória) e a infame E. coli (que pode causar problemas digestivos graves e até resultar em danos nos rins e ser potencialmente letal).

Contaminação

Os cientistas também descobriram que as bactérias no seu sapato são seguidas através de longas distâncias. A transferência de espécies dos sapatos para os pisos das casas foi de cerca de 90 a 99%.

A principal fonte de E. coli e outras bactérias fecais são os pisos de banheiros públicos. Só que evitá-los não vai lhe ajudar muito, visto que matéria fecal está em todos os lugares, desde restaurantes até no seu próprio smartphone.

A melhor solução para não contaminar o seu espaço pessoal é tirar os sapatos na porta de casa.

Também pode lavar os sapatos com detergente regularmente a fim de reduzir drasticamente a quantidade de bactérias sobre eles. Além disso, limpar o piso e os tapetes com frequência é recomendado. No entanto, é muito mais simples aproveitar o conselho japonês e andar sem sapatos dentro de casa.

Fonte: ScienceDump

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By