Um golfinho foi morto por turistas numa praia da cidade de Santa Teresita, na Argentina. Dois animais da mesma espécie foram encontrados encalhados na areia, e, em vez de colocá-los novamente no mar, os turistas decidiram passá-lo de mão em mão para tirar selfies. O golfinho que podemos ver na foto não sobreviveu.

Este golfinho é conhecido como golfinho-franciscana, medem de 1,3 a 1,7 metro no máximo, e a sua população atual na costa da Argentina não deve passar dos 30 mil indivíduos.

A ONG WWF da argentina emitiu uma nota sobre o ocorrido, alertando que essa espécie não pode ser tirada ou mantida fora de água durante muito tempo. A pele deste animal é muito grossa e revestida de gordura por dentro para acumular calor. Se forem mantidos nas mãos de humanos ou mesmo na areia, podem morrer desidratados rapidamente por não conseguirem dissipar o calor acumulado no corpo.

“O ocorrido serve consciencializar o público sobre a urgente necessidade de devolver esses golfinhos ao mar logo que encontrados na orla. É fundamental que as pessoas ajudem no resgate desses animais, porque cada um deles conta”, comenta a nota.

A instituição explica ainda que probabilidade de recuperação da espécie é muito baixa, uma vez que o tamanho da população dos golfinhos-franciscana tem diminuído nos últimos anos. Além do problema com encalhamento em praias, os golfinhos ainda sofrem com a pesca com redes no litoral argentino.

Este é um dos primeiros casos de que temos notícia sobre animais mortos devido à necessidade contemporânea dos humanos tirarem selfies por tudo e por nada. Diversas pessoas também já morreram devido a essa prática em locais muito perigosos.

Fonte: La Nacion

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By