Friedrich Nietzsche já dizia: “As palavras são apenas símbolos para as relações das coisas e nós; em nenhum lugar elas revelam a verdade absoluta.”

De facto, vários idiomas apresentam palavras que só possuem significado para eles mesmos. Tais palavras ou frases não são susceptiveis de tradução literal para o nosso idioma, pois perderiam o sentido ou soariam estranhas.

Aqui estão 11 exemplos:

 

Alemão: Waldeinsamkeit

“O sentimento de estar sozinho na floresta”, ou em contato com a natureza no geral.

Italiano: Culaccino

“A marca deixada na mesa por um copo gelado”

 

Esquimó: Iktsuarpok

Aquela impaciência característica de quando estamos a esperar por alguém e verificamos constantemente se esse alguem está a chegar.

Japonês: Komorebi

Japoneses usam essa palavra para descrever a luz solar a ser filtrada pelas folhas das árvores antes de chegar ao chão, formando sombras e buracos de luz.

 

Russo: Pochemuchka

Alguém que faz muitas perguntas.

 

Espanhol: Sobremesa

Diferentemente do significado em português, sobremesa em espanhol representa o tempo gasto após o almoço ou jantar com a pessoa que comeu junto.

 

Indonésio: Jayus

Termo usado quando uma piada é muito má, mas mesmo assim as pessoas riem.

Havaiano: Pana Poo

O ato de coçar a cabeça para ajudar a lembrar de algo que se esqueceu.

 

Francês: Dépaysement

O sentimento que surge quando não está no seu país de origem.

 

Sueco: Mangata

O caminho de luz criado pela Lua a partir do seu reflexo sobre o mar.

Fonte: HuffingtonPost

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By