É a primeira vez que a revista Forbes publica uma lista com os youtubers mais ricos. O que é isso de ser-se youtuber? Simples. Vai-se à loja, compra-se uma câmara de vídeo, e o resto é criatividade, no que se diz e como se apresenta (a edição dá uma mãozinha) o que se diz.

Quanto mais criativo se for, mais seguidores o canal atrai, e se há mais seguidores há mais visualizações. O que significam as visualizações? Dinheiro. E o dinheiro tanto vem da publicidade que antecede os vídeos, como dos patrocínios, da Gillette à Toyota, que os youtubers vão angariando. O próprio YouTube, dependendo de quantas pessoas (e durante quanto tempo) vêem um determinado vídeo, também lhe paga, claro.

A inédita lista da Forbes sai na edição de novembro da revista, e para elaborá-la foi contactada a Nilsen — que analisa as audiências online do YouTube e de outras páginas da internet –, mas também o portal IMDB, uma série de especialistas nesta indústria de massas e, claro está, os ditos youtubers. Há muita gente que lucra com o YouTube, mas neste top da Forbes só entra quem vai facturar mais de 2,5 milhões de dólares (qualquer coisa como 2,2 milhões de euros) em 2015.

É que, antes, há que compreender o que é que estes youtubers (todos eles com menos de 30 anos) fazem, que cativa tanto assim a audiência digital. Muitos deles são humoristas. Ou tentam. Outros há que mais não fazem do que comentar. O quê? Tudo e mais um par de botas. Por último, há os que nos dão conselhos, que vão desde conselhos de beleza e guarda-roupa, aos conselhos sobre videojogos.

Eis a lista da Forbes:

PewDiePie

 

Este sueco ganhou em 2015 quase 10,5 milhões de euros com o seu canal. Seguidores são 40 milhões.

 

 

Smosh

 

7,5 milhões de euros é um belíssimo rendimento anual. Seguem-no 30 milhões de fãs digitais.

 

 

Fine Brothers

 

Também aqui a facturação foi de 7, 5 milhões. Seguidores é que são menos: 13 milhões.

 

 

Lindsey Stirling

 

A Forbes diz que ganha 5,2 milhões de euros. São 7,1 milhões os seguidores do canal.

 

 

Rhett & Link

 

O humor rendeu-lhes 4,5 milhões de euros. Tudo graças a 3,8 milhões de seguidores que se riem com eles.

 

 

KSI

 

Qualquer coisa como 4 milhões de euros facturados em 2015. Subscrevem o canal 10,8 milhões de utilizadores do YouTube.

 

 

Michelle Phan

 

Na conta bancária vão tilintar 2,6 milhões de euros. 8,1 milhões é o número de seguidores.

 

 

Lilly Singh

 

Vai ganhar 2,2 milhões de euros em 2015 e tem 6,9 milhões de subscritores.

 

 

Roman Atwood

 

Também ele ganha 2,2 milhões de euros como youtuber. Seguem-no 7,4 milhões de utilizadores YouTube.

 

 

Rosanna Pansino

 

Aqui, a cifra anual se fixa nos 2,2 milhões de euros. São 4,8 milhões os subscritores.

 

 

Fonte: Forbes

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By