Se considera que você está a manter segredos no Facebook, pense novamente. Não é apenas o que publica no site da rede social, mas como coloca que revela que tipo de pessoa que é.

Essa é a conclusão de investigadores da Universidade de Missouri que desenvolveram uma nova escala que julga a personalidade das pessoas com base em como estas usam a dita rede social.

A escala revela que aqueles que apreciam atividades de alto risco tendem a atualizar o seu status, fazer upload de fotos e interagir com amigos com mais frequência. Enquanto por outro lado, aqueles que são mais reservados tendem apenas a ficar pelo feed de notícias, e não fazer upload de fotos ou se envolver ativamente com os seus amigos.

facebook_friends

O doutorando Heather Shoenberger, da Universidade de Missouri, desenvolveu a escala após fazer um levantamento sobre o uso do Facebook com diversos voluntários e propor-lhes um teste de personalidade.

Aqueles que se inclinaram em direção a atividades de alto risco foram rotulados como “apetitivos”, e aqueles que eram mais reservados nas suas atividades foram rotuladas como “aversivos”. Embora ambos os tipos de personalidade usem o Facebook frequentemente, Shoenberger encontrou diferenças significativas na forma como cada um utiliza a rede social.

“Se você é altamente “apetitivo” ou inclina-se para atividades de alto risco, é mais provável que se queira envolver com a rede social, ao passo que aqueles que são mais elevados na característica “aversiva” tendem a apreciar experiências mais seguras e mais previsíveis”, disse Shoenberger.

A escala pode ajudar os anunciantes a encontrar audiências on-line mais facilmente, de acordo com Shoenberger.

“Acredito que isso poderia realmente ajudar os anunciantes e certos tipos de grupos de mídia a focar os potenciais clientes com anúncios específicos na rede social”, disse Shoenberger.

Por exemplo, esta diz que as empresas que querem atingir os consumidores para uma atividade de alto risco devem tentar determinar quem é ativo no Facebook e frequentemente posta fotos e atualiza o seu status.

O estudo foi apresentado recentemente na Conferência da Associação Internacional de Comunicação em Phoenix, nos EUA.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By