Existem três classificações de lágrima: basal, reflexas e emocionais. A última, como o próprio nome diz, escorre pelo nosso rosto quando sentimos fortes emoções, como tristeza ou felicidade, mas e as outras duas?

As lágrimas reflexas atuam na remoção de partículas irritantes do olho, enquanto as basais garantem a lubrificação ocular, além de possuírem uma substância bactericida chamada lizoenzima. Além dessas características, existem outras particularidades em cada lágrima, como é mostrado no ensaio realizado pelo fotógrafo holandês Maurice Mikkers. Na experiência, Mikkers chamou alguns amigos próximos e disse para que escolhessem um estímulo que os faria chorar.

Depois disso, recolheu as lágrimas com uma micropipeta, que é um instrumento utilizado para a medição e transferência de volumes líquidos, e depois depositou numa lâmina de microscópio de 2 por 4 milímetros. Assim, descobriu que o formato dos cristais não está relacionado com a classificação das lágrimas, mas sim com a composição das gotas no momento da recolha. Confira como ficou o trabalho:

Lágrimas reflexas:

Recolhidas após cortar cebolas brancas:
31155335690098 31155406094100 31155430134103 31155444627106 31155507855113

Recolhidas após cortar cebolas brancas e comer uma pimenta vermelha:

 

31155741126130 31155803185135

Recolhida após coemr uma pimenta vermelha:

31155850859143 31155925491151

Recolhida após uma grande dose de óleo de mentol nas pálpebras:

31160445169197

Recolhida após após cortar cebolas brancas, colocar pimenta nos olhos e comer pimenta vermelha:

31160532187204

Lágrimas basais:

Recolhidas depois de olhar diretamente para um ventilador por alguns minutos:

31160642325213 31160707286219 31160727644224

Lágrimas emocionais:

Recolhidas após um estimulo emocional:

31160900137236 31160919231239 31160830949233

 

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By