15 anos, mais de 200 astronautas e 15 países – estes são alguns dos números que fazem parte da História da Estação Espacial Internacional. Em órbita desde 2000, é um lugar único onde os seus “habitantes” conseguem investigar mais sobre a Terra, o Espaço e a ciência em geral. É também um dos mais brilhantes objetos no céu, tanto que pode vê-lo da Terra.

Graças à quantidade de painéis solares utilizados na Estação Espacial Internacional (EEI) para lhe conceder energia, a EEI consegue refletir a luz do Sol. Ao fazê-lo, torna-se o segundo objeto mais brilhante no céu noturno depois da Lua.

Por isso, pode facilmente vê-la a partir de sua casa. Como parte das celebrações do seu 12º aniversário, a NASA iniciou até um serviço que envia uma notificação via e-mail ou telefone, sempre que a EEI ficar visível na sua localização.

O Spot The Station implica que faça uma inscrição prévia, para que a NASA possa saber onde se encontra habitualmente. Depois, 12 horas antes do avistamento, a agência envia uma mensagem com a melhor hora para fazer o avistamento. Nessa mensagem irá também indicação da altitude a que a EEI pode ser avistada, durante quanto tempo e a sua órbita.

Os avistamentos são feitos ao nascer e pôr-do-sol, as alturas em que o reflexo é maior.

No entanto, nem todas as localizações estão previstas pela NASA, ou existe uma dificuldade maior em conseguir avistar a EEI. Em Portugal, os Açores têm localização privilegiada, e pode saber quais são os próximos avistamentos aqui.

EEI

A Agência Espacial Europeia também permite encontrar a localização da EEI em tempo real. Basta aceder ao site oficial, e no mapa atualizado a cada movimentação da Estação consegue saber que zona da Terra está neste momento a sobrevoar.

Como se movimenta a uma velocidade de 28.800 quilómetros/hora, a EEI precisa apenas de 90 minutos para dar uma volta à Terra -os seus astronautas vêm o Sol a nascer e pôr-se 16 vezes ao longo de um dia!

A EEI este interruptamente ocupada desde novembro de 2000, altura em que ficou operacional. Atualmente, está a receber uma inédita missão, que pretende descobrir as consequências de uma missão espacial de um ano no corpo humano.

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By