Em 1851, o norte-americano James King patenteou a primeira máquina a usar um tambor, mecanismo que ainda hoje é utilizado, mas, a única diferença, era que a máquina era movida à manívela. Mais tarde, 1858, foi patenteada, a primeira máquina rotativa, por Hamilton Smith.

Em 1874, William Blackstone construiu um presente de aniversário para a sua mulher – uma máquina de lavar roupa que consistia numa tina com uma tábua de madeira e seis estacas, cuja manivela empurrava a roupa suja entre as mesmas, enquanto passava água e sabão.

Na transição para o século XX, começaram a surgir inúmeros modelos de máquinas concorrentes e com sistemas aproximados aos que conhecemos hoje.

A primeira máquina movida a energia elétrica – a Might Thor – foi inventada por Alva J. Fisher e apresentada, pela primeira vez, em 1908 pela Hurley Machine Company de Chicago, Illinois, nos EUA.

Apenas em 1914, as máquinas começaram a ser produzidas em série, numa altura em que prolíferava uma nova gestão empresarial, o fordismo.

Em 1957, foi lançada uma nova máquina no mercado muito semelhante à que utilizamos no nosso século, com cinco botões que controlava a temperatura da lavagem e da enxaguadura, assim como a velocidade de agitação e rotação.

Por fim, em 1960, foi restaurado sistema de enxaguadura por centrifugação. E a invenção de um temporizador passou a permitir a programação da máquina para a duração do tempo de lavagem.

Leia outras curiosidades:

Comentários

You need to login or register to bookmark/favorite this content.

Bookmarked By